Casal de negócios: coisas que você deveria saber antes de empreender a dois

Casal de Negócios

É cada dia mais comum casais que compartilham não apenas o lar, mas também o ambiente corporativo através de sociedade empresarial. Porém, para ter sucesso nessa empreitada, assim como no relacionamento, não basta ter só amor. Tem que ter cumplicidade, respeito,  sintonia e diálogo, além de outros fatores fundamentais.

Confira nossa lista de dicas para que o empreendimento com seu cônjuge seja um sucesso:

Separe totalmente a vida pessoal da profissional

Primeiramente, não leve problema do trabalho pra casa e vice-versa. Desta forma, os conflitos que se originaram em casa não vão interferir na administração da empresa, nas decisões que precisam ser tomadas, assim como os entraves profissionais não serão mais uma preocupação no lar.

A mesma regra deve se aplicar às finanças da empresa. Não caia na armadilha de usar o dinheiro da empresa para despesas de casa, contas e compras que não tenham a ver com o negócio. Caso seja necessário, lembre-se de descontar o valor do salário ou pro labore designado aos sócios.

Divida as responsabilidades

Para que o casal de negócios atue em perfeita harmonia dentro da empresa é ideal que sejam divididas as atribuições e tarefas específicas que serão responsabilidade de cada um. Na hora de fazer a divisão das responsabilidades deve-se considerar as diferenças de personalidade e as habilidades de cada um.

Se um dos dois for muito bom com os números e organizado, deverá ser o responsável pela parte financeira da empresa, administração de contas a pagar e a receber, fluxo de caixa e outros pontos. Em contrapartida, quem for mais comunicativo deverá ser “a cara” da empresa no mercado, responsável pelo marketing e relacionamento corporativo. Desta forma será bem mais fácil equilibrar o trabalho, distribuindo de forma a não sobrecarregar nenhuma das partes envolvidas. O segredo é somar as competências e complementar as habilidades.

Respeitem as divergências

Lembre-se que quando o outro tiver uma visão diferente, ela deve ser considerada. Ouça o que o cônjuge tem a dizer mesmo quando você estiver completamente convencido de estar com a razão. Considerar duas visões de determinado assunto é a forma mais profissional e estratégica de direcionar decisões.

E quando o outro estiver certo, não seja orgulhoso e dê o braço a torcer. Isso vai ajudar a manter o relacionamento profissional saudável, além de deixar muito claro que existe confiança e maturidade, e não competição entre o casal.

Formalizem tudo em contrato

Defina contratualmente a participação nos lucros assim como as responsabilidades de cada envolvido.

Claro que ninguém quer pensar no pior, mas é preciso considerar também a possibilidade de que o casamento ou a sociedade acabem. Portanto, tudo deve ser extremamente transparente e claro nos quesitos legais. Procure ajuda de um advogado especializado para redigir e validar o contrato de abertura da empresa, atentando-se às questões de sociedade. Esta é a melhor forma de resguardar a empresa mesmo se algo acontecer no casamento.

No fim das contas, o mais importante é o respeito entre os envolvidos, julgamento mútuo para tomada de decisões e, claro, a busca pela profissionalização do negócio. Se o casal tiver sintonia, os mesmos objetivos e uma boa administração, o sucesso da empresa é garantido!

Você já trabalhou com o seu cônjuge? Como foi a experiência?

banner_rodape

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.