A maior divida corporativa do mundo

divida

 

Desde 2009 quando iniciei meus trabalhos no mercado financeiro, o preço do ativo Petrobras negociado em bolsa só vem caindo, a maior empresa brasileira enfrenta dificuldades, e não é por menos, além dos escândalos de corrupção e a péssima gestão pública, a empresa passa por dificuldades por conta da queda no preço do petróleo, que chegou a níveis não esperados, invibializando inclusive a exploração de poços em águas mais profundas.

A empresa que já figurou entre as maiores, orgulhando e levando o nome do Brasil para o cenário mundial, hoje trabalha com a maior divida corporativa de todo o mundo, sua divida está avaliada em R$340 Bi, sendo que para cumprir seu plano estratégico em 2015 precisa ainda captar mais U$13 Bi (R$ 41,6 bi), podendo atingir uma divida total de 4,5 vezes o seu tamanho ainda no segundo semestre de 2015, realmente as noticias não são as melhores para a estatal.

Sempre me questionam, mas e a Petrobrás!? a tempos venho dizendo que não é saudável investir na empresa, acredito que pela intervenção governamental a mesma acaba perdendo seu objetivo principal, a lucratividade, o preço da gasolina que foi represado por muito tempo, ainda está longe de um patamar saudável para gerar lucro e para cada 10% de reajuste no preço da gasolina, o IPCA terá um acréscimo de 0,37 p.p., como estamos com o IPCA beirando 9% para 2015 dificilmente teremos novos reajustes.

A Petrobras não tem muito para onde correr, os EUA vem estudando outras fontes de energia para fugir dos combustíveis fosseis, e o Brasil que foi um dos pioneiros na questão de energia renovável com o etanol acabou deixando de lado seus planos inovadores, ninguém sabe o porque, mas todos sabemos que mais cedo ou mais tarde o preço será cobrado, e a conta mais uma vez será do consumidor.

Renato Reis
Economista

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.