A desvalorização do Real

desvalorizacao-do-real

A moeda brasileira, o nosso Real, é um jovem que acabou de deixar a adolescência e sofre com a instabilidade de um profissional que acaba de adentrar ao mercado de trabalho. Hora está em alta e hora gera certa desconfiança do empregador. Mas qual será o verdadeiro motivo dessa instabilidade em nossa moeda?

É fato, que a economia mundial está passando por um momento delicado e que ainda sofremos a consequência de 2008 com a crise do subprime na maior economia do mundo – os EUA. Essa crise desencadeou uma desaceleração mundial que chegou ao velho continente – a Europa – e mais recentemente afetando até mesmo o crescimento do gigante asiático, a China.

O fato curioso está na atual retomada de crescimento dos EUA, aonde o dólar se valorizou em comparação a quase todas as moedas mundiais, demonstrando a força da moeda e da economia americana. Porém, o Real foi a terceira moeda que mais se desvalorizou perante ao dólar (53,94%), perdendo somente para o Rublo Russo (80,34%) e o peso Colombiano (59,42%) – dados dos últimos 12 meses.

Podemos concluir assim, que, apesar da crise mundial e da instabilidade econômica que passaram pelos países desenvolvidos, a retomada do crescimento fez a moeda brasileira desvalorizar por conta principalmente de erros internos, erros dos governantes e principalmente por falta de investimentos em infraestrutura, gerando baixa produtividade e competitividade.

Enquanto não estivermos competitivos o bastante para o mercado mundial, infelizmente, só iremos crescer pegando carona com os maiores. Acredite, o problema do Brasil não é a “Neymardependencia”.

O Autor
Vice-presidente no Asaas
Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.