5 dicas para conciliar emprego fixo e negócio próprio

5 dicas para conciliar emprego fixo e negócio próprio

Muitos empreendedores que têm trabalho fixo acabam enfrentando um momento complicado na vida: decidir começar seu negócio próprio sem ainda terem estabilidade suficiente para abandonar seu cargo. Mas como abrir mão de um desses objetivos é impensável, ao mesmo tempo, manter os dois é bem difícil. Felizmente existem atitudes simples que podem ajudar — e muito! — a conciliar seus planos empresariais com seu emprego fixo. Que tal conhecer algumas delas? Leia este post e descubra já:

Planeje cada etapa

Um dos principais problemas de se conciliar negócio próprio e emprego fixo é a falta de tempo. Nesse cenário, fica parecendo que um deles acaba recebendo mais atenção, enquanto a outra atividade é praticamente abandonada pelo caminho. Para evitar essa situação, é essencial que, no começo de cada dia ou semana, você planeje exatamente o que vai fazer em seu emprego e o que vai fazer em sua própria empresa. Nesse caso, não estabeleça apenas listas de tarefas, mas defina prazos e horários específicos.

Separe as atividades

Depois de programar quando e quanto você vai se dedicar a cada uma de suas atividades, lembre-se de obedecer a esse planejamento. Nada de fazer atividades do seu negócio próprio enquanto estiver no emprego ou vice-versa! Se você começar a misturar os horários dos dois, provavelmente passará por uma queda de produtividade, de qualidade e de concentração. E o pior: pode acabar precisando lidar com conflitos éticos em seu emprego fixo!

Defina prazos

Saiba que, mesmo sendo possível conciliar o negócio próprio e o emprego fixo durante algum tempo, essa situação dificilmente poderá durar para sempre. A verdade é que, enquanto você não se dedicar 100% ao seu negócio, ele também não desenvolverá 100% do seu potencial. Manter as duas coisas pode parecer confortável, porque significa nunca ter que arriscar com uma empresa que, no fim das contas, pode simplesmente não dar certo, sempre havendo seu emprego fixo e estável para protegê-lo. Mas, de fato, essa situação impedirá seu desenvolvimento pleno.

A fim de evitar que você fique preso em sua própria zona de conforto, defina um prazo para largar seu emprego fixo e se dedicar totalmente ao negócio novo. Esse prazo pode ser baseado em uma série de fatores, como o tempo que você precisará para atingir uma segurança financeira ou até mesmo algum acordo feito com seu chefe, desde que seja traduzido em uma data que precisa ser cumprida.

Aprenda com as experiências

Lembre-se de que ambas as atividades agregarão conhecimentos e experiências valiosas tanto para sua carreira como para sua vida. Por isso, ainda que você precise abandonar uma delas no futuro, não pense no tempo trabalhado como um desperdício. Em vez disso, aproveite cada minuto para aprender mais e mais!

Garanta seu descanso

Até agora falamos apenas de trabalho — inclusive de dois trabalhos, na verdade — porém, mesmo conciliando negócio próprio e emprego fixo, é preciso resguardar seus momentos de descanso. Não se esqueça que só é possível alcançar o sucesso profissional por meio de um equilíbrio com a vida pessoal. Reserve sempre, portanto, algumas horinhas do dia para atividades que permitam o descanso do cérebro — como leituras, exercícios físicos e momentos em família.

O que você achou das nossas sugestões para conciliar negócio próprio e emprego fixo? Deixe um comentário! E aproveite para ver aqui 5 dicas para se dedicar mais a seu negócio próprio!

Gerar boleto

Esteja sempre bem informado sem pagar nada!

Cadastre-se e receba um e-mail semanal com as últimas novidades do blog.